Briófitas e Pteridófitas: A Perspectiva dos Alunos do Sétimo Ano do Ensino Fundamental de Jaguaribe, CE

Maria Milena Fernandes da Silva, Ileane Oliveira Barros

Resumo


Apesar de a botânica estar presente em nosso cotidiano, o seu ensino tem se apresentado distante da realidade dos alunos, com aulas expositivas e pouco contextualizadas, o que ocasiona reduzido interesse dos discentes por essa área de estudo. Em particular, o ensino de briófitas e pteridófitas é dificultado pela menor representação destas no bioma caatinga, onde este estudo ocorreu, o que limita a compreensão de informações acerca desses organismos. Este trabalho teve por objetivo analisar a percepção dos alunos do sétimo ano do ensino fundamental sobre as plantas em geral e sobre briófitas e pteridófitas, especificamente, antes e após a realização de uma oficina sobre esses vegetais. A pesquisa aconteceu com quatro turmas de sétimo ano da rede pública de ensino fundamental da cidade de Jaguaribe por meio de dois questionários abertos, aplicados aos cento e sete alunos antes e após a oficina. Os discentes apresentaram uma visão homogênea e estereotipada em relação às plantas, além de mostrarem pouco conhecimento sobre briófitas e pteridófitas. Entretanto, a realização da oficina trouxe contribuições para a mudança na percepção sobre as plantas, pois as respostas após a atividade se tornaram mais completas e os grupos briófitas, pteridófitas e gimnospermas passaram a ser citados ou representados após a atividade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v11i6.994