Contextualização no Ensino do Equilíbrio Químico: Uma Proposta Metodológica

Pedro Hermano Menezes de Vasconcelos, Alexandre Fábio e Silva de Araújo, Wladiana Oliveira Matos

Resumo


A proposta deste trabalho foi mostrar que a contextualização constitui uma ferramenta metodológica importante para o desenvolvimento de conceitos no processo de ensino e pode ser bem aplicada ao tema Equilíbrio Químico, a partir de reações que façam parte do cotidiano dos alunos. Foi realizado um estudo de caráter descritivo, exploratório com abordagem qualitativa. Com o uso de exemplos do cotidiano durante a prática docente, pode-se perceber a importância da contextualização no ensino de química, pois a aula contextualizada tornou-se uma estratégia que contribuiu para a motivação e interesse dos alunos pela disciplina. Os resultados evidenciam que quando um determinado assunto é desenvolvido utilizando-se da contextualização e da interdisciplinaridade além de um maior interesse há um melhor desenvolvimento por parte dos alunos. Portanto a aula contextualizada se apresenta com uma estratégia essencial para o processo ensino/aprendizagem, pois como é amplamente conhecido no processo da educação em ciências, as tradicionais estratégias de ensino, como o quadro e pincel, não são suficientes para assegurar que os alunos realmente assimilem os conceitos científicos. Assim, pode-se concluir que a contextualização é uma ferramenta que contribui significativamente para o processo de ensino/aprendizagem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v10i4.979