Crescimento Econômico e Dívida Pública nos Países da OCDE

Francisca Maria Muniz Deusdará, Kamyle Braga Soares, Ivandir da Silva Barroso, Silvia Helena Oliveira Rodrigues

Resumo


Este trabalho foi elaborado com o objetivo de contribuir com a discussão sobre o impacto da dívida pública no crescimento econômico nos países da OCDE. Diferentes trabalhos teóricos e empíricos propõem um efeito de estagnação da economia quando há uma elevação da dívida, entretanto e, por outro lado, muitos autores defendem que uma elevação no crescimento fortalece a economia atraindo novos investidores. Não há consenso na literatura sobre o assunto. Com a finalidade principal de fornecer dados que possam ajudar a esclarecer o paradoxo dívida e crescimento este trabalho foi desenvolvido. Para capturar a direção destas duas variáveis, bem como a influência mútua deste movimento, no nosso estudo foi utilizado um modelo econométrico do tipo autorregressivo vetorial – VAR, com dados anuais de 16 dos 32 países considerados de economia avançada que compõem a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE, durante o período de 1995 a 2011. Os resultados apresentados indicam uma fraca causalidade indo do crescimento para dívida. Não foram encontrados limiares para dívida pública. Foi encontrado que um baixo crescimento econômico dos países da amostra causa, no sentido de Granger, maiores razões Dívida/PIB.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v11i3.895