Cobertura Vegetal sobre Célula de Aterro Sanitário Encerrada Há Vinte Anos no Ceará

Gemmelle Oliveira Santos, Maria Vanisse Borges de Matos

Resumo


O objetivo da pesquisa foi avaliar a regeneração natural através do levantamento florístico das espécies herbáceas, arbustivas e arbóreas ocorrentes sobre uma célula encerrada de resíduos sólidos urbanos do Aterro Sanitário de Caucaia (ASMOC). O trabalho envolveu (i) contagem e identificação das espécies, (ii) coleta de flores, folhas, sementes para montagem de um catálogo, (iii) comparações visuais entre as espécies encontradas em herbários, (iv) verificação se os exemplares vegetais encontrados na área estudada estão ou não inclusos na lista das espécies vegetais do levantamento florístico do recente Estudo de Impacto Ambiental - EIA da ampliação do ASMOC. Foram identificados vegetais de 22 espécies, com exemplares da Caatinga e de outros biomas. Contribuíram para existência de tal diversidade (i) o tempo de encerramento da célula (aproximadamente 20 anos) e suas múltipas transformações físicas, químicas e biológicas; (ii) a presença de sementes nos resíduos sólidos domiciliares; (iii) a presença de diversas sementes nos solos provenientes das atividades da limpeza urbana realizada em Fortaleza e Caucaia (Ceará), especialmente na poda, raspagem e capina, depositados sobre a célula estudada durante alguns anos; (iv) a presença de remanescentes naturais nos arredores do ASMOC permitindo o aporte de sementes por meios bióticos e abióticos; (v) o transporte de sementes de locais diversos pelo movimento de pessoas e veículos; (vi) a ocorrência de regime de chuvas (média do período) de 1.319 mm anuais no município.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v11i6.891