ESTUDO PRELIMINAR DA CADEIA DE VALOR DOS PRODUTOS DA SOCIOBIODIVERSIDADE DOS PESCADORES ARTESANAIS DE BARRANCOS, PONTAL DO PARANÁ (PR)

Amanda Cristina Fraga de Albuquerque, Roberto Martins de Souza, Marilena Gomez do Rosário, Maycon William do Carmo Viana, Roger Felipe Gonçalves, Stephany de Campos Rosa, Yago Rodrigues Redede, Larissa da Silva Moller, Brayan Melo, Jair Cris Santo da Silva, Cristian do Nato, Damir Serafin da Silva, Florismar de Santana da Silva, José Serafim da Costa, Nilson Serafim da Silva, Cleonice Silva do Nascimento, Nadir Silva do Nascimento, Atair Santana da Silva, Ismail Santana da Silva

Resumo


O trabalho teve como temática a promoção de cadeias de valor de produtos da sociobiodiversidade na comunidade de pescadores artesanais de Barrancos em Pontal do Paraná, PR. Esse tipo de estudo é incentivado pelo Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade, que por intermédio de oficinas específicas dão base à promoção e ao fortalecimento das cadeias de valor com presença de comunidades tradicionais.  O objetivo das oficinas se deteve em levantar os produtos da sociobiodiversidade e mapear a cadeia de valor de dois produtos de alta relevância na renda – camarão e a pescada membeca. O projeto sistematizou a sequência de processos produtivos, operadores, entidades de apoio e órgãos de regulação das duas cadeias, apontando seus limites e desafios na gestão da economia familiar da comunidade. Os resultados dos estudos preliminares apresentam uma situação que contradiz parcialmente o discurso hegemônico de base preservacionista e produtivista, pois os pescadores de Barrancos demonstram uma consciência ecológica no uso comum dos recursos naturais.  Assim, denota-se que as cadeias pesquisadas e por consequência os pescadores artesanais sofrem impactos pelas políticas públicas promotoras da pesca industrial, pela criação de unidades de conservação de uso integral e pelo atual ordenamento pesqueiro.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v9i3.826