A INSERÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFCE, CAMPUS IGUATU - O INÍCIO DE UMA TRAJETÓRIA

Adriana Alves Silva, Guilherme Brito Lacerda

Resumo


O presente estudo objetiva apresentar a inserção do Serviço Social na Assistência Estudantil do IFCE, Campus Iguatu, delineando seus primeiros passos, com vista a apreender as contribuições da prá- tica profissional do Serviço Social junto à assistência ao educando no momento histórico determinado. Configura-se como um estudo de caso retrospectivo e descritivo, com base no período de 2007 a 2011, sem generalizações, impactos ou relações causais. Como fundamentação teórica o estudo referenciou-se em leis, normas e portarias e demais arcabouços jurídicos que embasam a Política de Educação Brasileira e Assistência Estudantil além de literatura já produzida no Serviço Social sobre educação. Do estudo foi possível uma reflexão crítica das ações desenvolvidas, bem como a constatação de que o ingresso do Serviço Social no Campus Iguatu deu-se em virtude das exigências das determinações sociais, econômicas e políticas das expressões da questão social na sociedade com seus rebatimentos para a área de educação, os quais exigiram ações específicas desta área na assistência ao estudante.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, J. M. A assistência estudantil no âmbito da política de ensino superior pública. Serviço Social em Revista, v. 5, n. 1, jul./ dez 2002. Londrina-PR: UEL, 2002. Disponível em: < http://www.ssrevista.uel.br >. Acesso em: 09 out. 2014.

ARRUDA, M. da C. C. Políticas de educação profissional de nível médio: limites e possibilidades. In: UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - UFRRJ/IE/DTPE. Trabalho apresentado no II SEPNET. Belo Horizonte, 2010.

BRASIL. Lei no 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Brasília, 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências.

_____. Decreto n. 7234, de 19 de julho de 2010. Brasília, 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. Acesso em 26 de setembro de 2011. Disponível em: < http://ww.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7234.htm >.

_____. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Expansão da Rede Federal. Brasília, DF: [s.n.], 2015. Acesso em 16/03/2015. Disponível em: < http://redefederal.mec.gov.br/expansao-da-rede-federal >.

DEMO, P. Avaliação qualitativa. São Paulo, 1987.

FONAPRACE. Perfil Socioeconômico e cultural dos estudantes de graduação das instituições federais de ensino superior. Belo Horizonte, 1997. Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis.

IAMAMOTO, M. O Serviço Social na cena contemporânea. Dissertação (Mestrado) — CFESS/ABEPSS/ CEAD-UnB. Pós-Graduação Latu Sensu em Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais, Brasília, 2009.

IFCE. Instituição. Sobre nós. 2015. Acesso em: 16/03/2015. Disponível em: < http://www.ifce.edu.br/instituicao/sobre-nos.html >.

LOPES, E. de M. S. Serviço social e educação: As perspectivas de avanços do profissional de serviço social no sistema escolar público. Serviço Social em Revista, v. 8, n. 2, Jan/Jun 2006. ISSN 16794842.

MARTINS, E. B. C. O serviço social na área da educação. Revista Serviço Social & Realidade, v. 8, n. 1, 1999. UNESP, Franca: São Paulo.

MARTINS, E. B. C. Educação e Serviço Social: um elo para a construção da cidadania. Tese (Doutorado) — Pontifícia Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

MINAYO, M. C. de S. O Desafio do Conhecimento/Pesquisa Qualitativa em Saúde. São Paulo, 2004. 8ª edição.

RUMMERT, M. S. Educação de jovens e adultos trabalhadores no brasil atual: do simulacro à emancipação. Perspectiva Revista do Centro de Ciências da Educação, v. 26, n. 1, p. 1–382, jan./jun 2008. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

SILVA, M. L. B.; OTRANTO, R. O. Os desafios do instituto federal baiano com a reforma da educação profissional e tecnológica em 2008. EDUCTE, Revista Científica do IFAL, v. 1, n. 2, jan./jul 2011.

SOBRINHO, B. Política de assistência social: A assistência estudantil no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás - 1990 a 2012. In: Anais do XIII Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social. Juiz de Fora: IFGO, 2012.

TORRES, M. M. Atribuições privativas presentes no exercício profissional do assistente social: uma contribuição para o debate. Ver. Libertas, v. 1, n. 2, p. 42 – 69, jun. 2007.




DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v10i1.788