ATIVIDADES ONLINE E ESTILOS DE APRENDIZAGEM: REFLEXÕES SOBRE COMO CONTEMPLAR AS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS DOS ALUNOS EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

Patrícia Lana Pinheiro

Resumo


Este artigo tem por objetivo verificar se as atividades propostas na Aula 1 da disciplina Língua Inglesa 3B – Compreensão e produção escrita, do curso virtual de Licenciatura em Letras-Inglês da Universidade Federal do Ceará (UFC), levam em consideração os diferentes estilos de aprendizagem dos alunos, dado que são veiculadas por um ambiente virtual de aprendizagem (AVA) chamado Solar, que se configura como espaço capaz de oferecer opções diversas de tarefas aos participantes do curso, podendo atender às suas diferenças individuais. Foi realizado um estudo de caso de tais atividades, cuja análise pauta-se pelos pressupostos teóricos de Palloff e Pratt (2004) sobre estilos de aprendizagem, e por teorias de metodologia de ensino de línguas estrangeiras e de Educação a Distância. Os resultados mostram que não são oferecidas opções de atividades para os alunos as escolherem de acordo com o que lhes for mais pertinente, e que uma mesma atividade pode contemplar alunos que possuem diferentes estilos de aprendizagem. No caso das atividades dessa disciplina em específico, foram identificados os estilos visual-verbal e interpessoal-relacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v9i2.726