NARRATIVAS DE EXPERIÊNCIAS DOCENTES EM ARTES VISUAIS: EXPLORANDO AMBIENTES E PRÁTICAS EDUCATIVAS COM EGRESSOS DO IFCE

Gilberto Andrade Machado

Resumo


Discute-se a experiência docente em artes visuais a partir de uma coleta de falas de egressos convidados para a I e a II Semana de Artes Visuais do Instituto Federal do Ceará – SAVIFCE. Foram relatadas experiências em diferentes contextos educativos como: mediação em centros culturais; ateliês terapêuticos; participação em editais públicos; escola de ensino fundamental; projetos sociais e ONGs. As experiências docentes relatadas pelos egressos do CSTAP confirmam a demanda reprimida de profissionais de artes visuais para esses contextos, em especial para o Ensino Fundamental e Médio. Embora, a cidade, por meio de alguns equipamentos culturais públicos tenha estabelecido uma conexão mais ampla com artistas de outros lugares do país e do mundo, pouco se discute os parâmetros que animam a implementação das políticas públicas para o ensino de Arte. O desafio atual do curso de licenciatura em artes visuais do IFCE é integrar dinâmicas que efetivem a formação de um artista-professor-pesquisador capaz de lidar com essas demandas educativas que não se limitam à escola. Considera-se a licenciatura em artes visuais não como uma formação compulsória, mas como um contexto diversificado no qual se engendram múltiplos caminhos para a atuação do artista.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v6i2.500