CONTRIBUIÇÃO METODOLÓGICA PARA CONTROLE DE QUALIDADE DE CAMADAS DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS BASEADA EM CORRELAÇÕES CBR x DCP

Marcos Fábio Porto Aguiar, Marcel Moreira Barbosa Gomes Teixeira, Anderson Lourenço de Oliveira, Alfran Sampaio Moura

Resumo


O presente trabalho estuda a viabilidade da utilização do Penetrômetro Dinâmico de Cone ou DCP (“Dynamic Cone Penetrometer”) em auxílio ao controle tecnológico de execução das camadas de pavimentos flexíveis. O DCP se caracteriza por ser um equipamento simples, de baixo custo, portátil e que possibilita ensaios semidestrutivos de simplificada execução que aferem a capacidade de suporte do solo”in situ”, compactado ou em seu estado natural. A avaliação da resistência do solo, como é proporcionada pelo DCP, revela-se muito vantajosa na engenharia rodoviária, visto que, em relação ao método do Índice de Suporte Califórnia (ISC), por exemplo, há ganhos em tempo, recursos e praticidade. Uma investigação do solo por meio de ensaios DCP e ISC, conduzidos com amostras provenientes de camadas de base reciclada, sub-base e subleito de pavimentos de rodovias federais possibilitou o desenvolvimento de modelos de regressão, correlacionando a capacidade de suporte obtida por meio de ambos os ensaios. O estudo propõe a elaboração de metodologia para seleção de uma curva adequada a cada tipo de solo e camada de pavimento. A constatação consiste na possibilidade de se poder complementar as técnicas de controle de qualidade de nossas obras viárias com a utilização do aparelho DCP, bastando, para tanto, a elaboração de um acervo de curvas de calibração correlacionando os valores de ISC e os índices de penetração do DCP (DN) para os tipos de solos utilizados nas rodovias brasileiras.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v5i3.376