BIORREMEDIAÇÃO DE UMA ÁREA CONTAMINADA COM O INSETICIDA METAMIDOFÓS POR CORYNEBACTERIUM SP.

Lilian Costa, Priscila Maria Dellamatrice, Milena Viana de Sousa, Glória Maria Marinho Silva

Resumo


Os pesticidas são comumente utilizados na produção agrícola, porém devido à sua toxicidade e persistência tem afetado severamente ao meio ambiente e aos organismos vivos, podendo causar diversos prejuízos. Uma área agrícola com intenso uso de pesticidas localizada no Município de Tianguá, Estado do Ceará, foi escolhida para o presente estudo. Esta área apresentou contaminação pelo pesticida metamidofós em níveis acima de 10 ug/g solo. A degradação do metamidofós neste solo foi estudada utilizando a bactéria Corynebacterium sp. no laboratório buscando definir as melhores condições para o tratamento e avaliar a eficiência do método. Posteriormente, foi realizada a biorremediação in situ da área contaminada em Tianguá, utilizando a bactéria Corynebacterium sp. conjuntamente com o plantio de milho. Também biossurfactantes foram aplicados ao solo visando melhorar as taxas de degradação. Em laboratório, a degradação foi baixa no solo contaminado devido à baixa disponibilidade do produto, causada pelo longo tempo de permanência do produto no solo. A aplicação de biossurfactantes foi capaz de aumentar a degradação do produto neste solo. O tratamento quando aplicado in situ foi menos eficiente na degradação, devendo a técnica ser aprimorada através de estudos posteriores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v4i2.358