ANÁLISE DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL EM PEQUENAS BACIAS HIDROGRÁFICAS NO LESTE DA AMAZÔNIA

Danilo Athus Fonseca França, Vanessa Conceição dos Santos, Carlos Eduardo Aguiar de Souza Costa

Resumo


No estudo de enxurradas e/ou enchentes, falhas na estimativa dos volumes gerados podem acarretar grandes prejuízos, e a ausência de dados para realizar estas análises em pequenas bacias hidrográficas é um problema em todo o Brasil, principalmente na região Norte. Dessa forma, métodos de modelagem dessas variáveis se tornam de fundamental importância para a mitigação dos impactos causados pela relação sociedade e meio ambiente. Sendo assim, este trabalho teve como objetivo a mensuração do escoamento superficial nas bacias dos igarapés Santos e Santana, que se localizam lado a lado e englobam o município de Tucuruí (PA), pelo método SCS (Soil Conservation Service). O método leva em consideração a tipologia do solo e a sua interação com o uso e ocupação do solo em função das precipitações, principalmente as mais intensas, e características da região amazônica, permitindo assim o cálculo das precipitações excedentes e a confecção dos hietogramas e hidrogramas, possibilitando a análise do comportamento dessas vazões nas respectivas bacias.

Palavras-chave


Bacias hidrográficas; Método SCS; Hietogramas; Hidrogramas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v16i0.2227

Direitos autorais 2022 Conexões - Ciência e Tecnologia