PATRIMÔNIO, MEMÓRIA, IDENTIDADE SOCIAL E O PALACETE CEARÁ EM FORTALEZA

João Pedro Barbosa Pontes, Leonardo Gomes Araújo, Nubelia Moreira da Silva, Maria Auxiliadora Gadelha da Cruz

Resumo


O presente artigo objetiva analisar a importância do patrimônio arquitetônico para a compreensão da evolução histórico-geográfica dos lugares e dos grupos sociais que os habitam. O trabalho também apresenta como objetivos específicos: entender a função do conjunto patrimonial histórico arquitetônico para a construção da memória social sobre a cidade de Fortaleza; discutir a relevância das formas de proteção e salvaguarda do patrimônio histórico arquitetônico; apresentar o Palacete do Ceará, relevante patrimônio histórico arquitetônico e sua relação com a memória e a identidade socioespacial fortalezense e entender a visão da sociedade local, quanto aos patrimônios arquitetônicos. O percurso metodológico qualitativo, baseia-se em uma revisão de literatura especializada e a realização de questionário online via google formulário. Os resultados da pesquisa evidenciam que o patrimônio promove e fortalece a identidade de um povo assim como o senso de pertencimento ao lugar habitado. Percebe-se também, que a sociedade fortalezense reconhece a importância da preservação patrimonial e demonstra interesse em conhecer a história desses patrimônios.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v16i0.2216

Direitos autorais 2022 Conexões - Ciência e Tecnologia