Editorial

Caroline Vitor Loureiro

Resumo


Inicio esta apresentação com o otimismo de que um novo olhar está sendo lançado sobre a ciência! A essa ciência que sempre esteve aqui, mas que a duras penas, luta para provar sua credibilidade. Quiçá, um dia, não será mais necessário atravancar essa luta!
E é nesse contexto de confiabilidade e responsabilidade que a Revista Conexões – Ciência e Tecnologia divulga o caminhar de pesquisas que fazem ciência. Nessa edição você poderá visualizar discussões sobre o processo de formação docente a partir da percepção sobre como a temática Educação e Direito Humanos – EDH está inerida nos Projetos Políticos Pedagógicos, no âmbito do IFCE, nos trazendo assim uma reflexão sobre o profissional que chegará a exercer a prática docente.
Em outros artigos o leitor também irá se aprofundar na temática educação, pois os textos trazem questionamentos sobre revisões, avanços e mudanças no processo de formação do licenciado. Por meio dos artigos, será possível perceber que está sendo lançado um novo olhar sobre antigos discursos acerca dos conteúdos de História, mostrando a necessidade de se quebrar velhos paradigmas. Também refletirá sobre o papel do lúdico (o jogo enquanto recurso didático) no aprendizado de Química.
Ainda no âmbito educacional, você será levado à discussão sobre as motivações e fatores que determinam a escolha por uma instituição de ensino. E contribuindo para uma revisão sobre o desempenho dos cursos oferecidos pelo IFCE, um dos artigos se propôs a avaliar os desafios do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), oferecido no campus Aracati.
A multidisciplinaridade marca esta edição que apresenta desde textos que visam contribuir e melhorar as práticas internas aos laboratórios do IFCE, norteando a melhoria desses ambientes para que se adequem às normas de gestão da qualidade, até a uma análise de como equipamentos de atenção à saúde podem viabilizar direitos ao público atendido. A Gastronomia e o Turismo também são contemplados na relevante análise da oferta gastronômica cearense e sua contribuição para o Turismo do estado.
Os demais artigos, de nenhuma forma menos importantes, abordam questões ambientais no tocante à análise de solos; monitoramento de água subterrânea através da avaliação da qualidade da água de poços da Região Metropolitana de Fortaleza–CE; e análise de como a fumaça de veículos prestadores de serviços impactam sobre a saúde pública.
E para não nos deixar esquecer que não existe o “jogar fora”, esse volume também traz pesquisa sobre em que patamar o Brasil se encontra em relação à gestão dos resíduos sólidos, apresentando desafios e méritos das práticas brasileiras.
Ampliando a discussão ambiental para o âmbito social, um dos artigos também nos apresenta, ao mesmo tempo em que denuncia, as tramas dos conflitos socioambiental existentes em comunidades rurais.
Nessa edição que intrinsicamente em cada artigo, demonstra como a ciência resulta da conexão cada vez mais forte entre a comunidade acadêmica e extra-acadêmica, nos lembra da responsabilidade sobre a relação que devemos considerar indissociável: Ciências, Tecnologia e Sociedade.
A reflexão ao qual somos lançados ao passearmos pelos diversos temas apresentados, nos faz perceber que o universo da pesquisa permeia as mais diversas ciências, como as sociais, humanas, da saúde e econômica.
Finalizo esta apresentação enfatizando que as sementes da ciência há muito foram lançadas, porém a luta para que suas raízes não sucumbam ao que chamo de intempéries políticas, será sempre diária. É essa ciência esclarecedora e libertadora que você poderá visualizar na pesquisa científica delineada nos 14 (catorze) artigos publicados nesta edição.
Portanto, sugiro ao leitor que se permita desprender do rústico entendimento do que é ciência e mergulhe nesta leitura!

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v14i2.1893