DINÂMICA SAZONAL DA PRODUÇÃO DE BIOMASSA HERBÁCEA EM ÁREA DE GRAMÍNEA NO SEMIÁRIDO DO BRASIL

Helba Araujo de Queiroz Palacio, Eunice Maia de Andrade, Janielly Pereira da Silva, Ruth Candido dos Santos, Maria Mayara de Oliveira Souza

Resumo


A gramínea Andropogon gayanus é uma espécie forrageira adaptada às condições climáticas da região semiárida. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar a produção mensal de biomassa em função da dinâmica temporal da precipitação mensal a fim de melhorar a compreensão dos estágios de desenvolvimento da gramínea em uma região semiárida do Brasil. O corte e queima da vegetação nativa ocorreu em 2009 e em janeiro de 2010 foi realizado o plantio da gramínea Andropogon gayanus Kunt. De fevereiro de 2010 a dezembro de 2017 dados de precipitação mensal e produção de biomassa foram classificadas em três grupos distintos, utilizando o método de Análise de Agrupamento Hierárquico (AAH). Verificou-se que há predominância de eventos (66.3%) com baixa produção de biomassa (média de 1929.3 kg ha-1), em função das baixas precipitações e ao estresse hídrico, comum em regiões semiáridas. As maiores produções de biomassa são registradas durante a época de floração da gramínea que acontece no final do período chuvoso. Os dados e informações obtidos neste estudo auxiliam no entendimento dos processos hidrológicos subsequentes (chuva-escoamento), porém não analisados neste estudo.

Palavras-chave


Andropogon gayanus Kunt. Variabilidade da precipitação mensal. Corte/queima da vegetação nativa. Análise de Agrupamento Hierárquico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v13i5.1794