BALNEÁRIO DO CALDAS: UM OLHAR DA COMUNIDADE LOCAL

Girlaine Souza da Silva Alencar

Resumo


O turismo é uma importante atividade econômica mundial devido ao seu potencial para geração de emprego e renda. Os Parques temáticos são atrações voltadas para o entretenimento que, embora interfiram na dinâmica das pequenas comunidades, podem contribuir para valorização da história, cultura e mitos locais, assim como trazer eventuais benefícios para população, dificultando a percepção dos impactos negativos gerados pela atividade. A percepção está ligada a valores, vivências e comportamentos. Depende da forma como o indivíduo se relaciona com o lugar. O Balneário do Caldas, fundado em 1975, localiza-se no Município de Barbalha – CE, na região do Cariri cearense. O objetivo deste estudo é identificar os problemas socioambientais decorrentes da atividade turística, sob o olhar da comunidade local. Para isto, foram entrevistados cento e cinquenta e cinco moradores do entorno do Balneário no período de julho a setembro de 2017. O empreendimento é percebido pela comunidade como uma importante fonte de emprego e renda, mas isto não impediu que os moradores identificassem os impactos ambientais negativos intensificados pela atividade turística. Os mais citados foram: modificação da paisagem natural, desmatamento, desaparecimento de flora e fauna local, acúmulo de lixo e esgoto. Sugere-se que seja realizado um estudo para se estabelecer a capacidade de carga do empreendimento e sejam adotadas medidas de controle de visitação, monitoramento e mitigação dos impactos negativos causados pelo turismo, assim como a criação de programas de educação ambiental para os moradores e turistas.

Palavras-chave


Percepção; Turismo; Desenvolvimento Sustentável; Impactos negativos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v14i1.1781