Uma Análise do Discurso Político Estudantil de Carina Vitral à Luz da Linguística Sistêmico-Funcional e da Análise Crítica do Discurso

Jonathas da Silva Rosa, Vilmar Ferreira de Souza, Ingrid Mendes de Lima Gomes

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar o discurso político estudantil para mostrar como Carina Vitral se representa e representa seus interlocutores no contexto dos últimos acontecimentos políticos no Brasil, tais como o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o governo do atual presidente Michel Temer, as prisões de membros do legislativo, a crise econômica do país e as manifestações populares que ocorreram nesse período. O trabalho se detém em analisar a construção discursiva da resistência estudantil em meio a esse novo quadro político. O corpus consiste de um texto, em língua portuguesa, publicado na página da website “Conversa afiada” escrito pela estudante de economia da PUC-SP - Carina Vitral, Ex-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), página esta administrada pelo jornalista Paulo Henrique Amorim. A pesquisa utiliza como arcabouço teórico a Linguística Sistêmico-funcional de Halliday e Matthiessen (2014), a Análise Crítica do Discurso com base em Fairclough (2003) e o lugar do conceito de ideologia de DeSouza (2015). Da LSF utilizo o sistema de transitividade na descrição e interpretação linguística e da ACD, o conceito de ideologia. Os resultados obtidos com a análise em relação às categorias de transitividade mostraram duas macrofiguras. Na primeira, Carina Vitral é representada nos processos materiais como ator de resistência que faz frente ao governo vigente; na segunda, ela é representada nos processos relacionais, construindo uma relação dela com dois mundos opostos: o mundo do “nós” (UNE, ESTUDANTES E TRABALHADORES) e o mundo do “Eles” (GOVERNO).

Palavras-chave


Linguística Sistêmico-Funcional; Análise Crítica do Discurso; Discurso Político Estudantil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v12i2.1446