O Ensino na Perspectiva da Gramática Contextualizada: Análise das Orientações Curriculares do Estado do Ceará

Tályson Marques da Silva

Resumo


O ensino de Língua Portuguesa tem sido alvo de inúmeras discussões no âmbito acadêmico/escolar ao longo dos anos, principalmente no que tange às discussões sobre o estudo da gramática, normalmente desenvolvido de modo mecanizado, automatizado e normativo. Diante disso, novas estratégias metodológicas são apresentadas aos docentes de língua materna. Defende-se – nesta pesquisa – as eficácias do ensino de gramática que considera não a estrutura da língua por si, mas sim a sua efetiva e eficiente realização nos sistemas significantes (textos) produzidos nas mais diversas situações sociointeracionais das quais participam os sujeitos. Nessa perspectiva, o objetivo deste trabalho é analisar as informações presentes nas Orientações Curriculares do Estado do Ceará acerca da gramática contextualizada. Ancorou-se, teoricamente, nos pressupostos defendidos por Antunes (2014), que explora o papel da gramática no ensino de língua, defendendo-a na perspectiva contextualizada, entre outros autores. Em termos metodológicos, essa investigação foi realizada em duas etapas: 1) Levantamento teórico, caracterizada como bibliográfica, segundo Marconi e Lakatos (2003); 2) Análise do documento supracitado, o que aproxima esse trabalho de uma pesquisa documental. Os resultados mostraram que o documento faz alusão ao ensino contextualizado da gramática, afirmando, inclusive, que o ensino de Língua Portuguesa, no Ensino Médio, deve contemplar outras dimensões da língua, além da muito explorada dimensão metalinguística.

Palavras-chave


Ensino de Língua Portuguesa; Gramática Contextualizada; Legislação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v12i2.1444