Síntese e Caracterização de Microesferas de Alginato e Quitosana Dopadas com Ferro e Níquel para Remoção por Adsorção de Tiofeno em Combustível Sintético

João Gomes de Oliveira Neto, Leonardo Sobreira Rodrigues, Raychimam Douglas Santana Bezerra, Mônica Rodrigues de Sá, Guilherme Augusto Magalhães Júnior, Mayara de Sousa Oliveira

Resumo


A preocupação com o meio ambiente e a saúde da população são duas vertentes que estão diretamente relacionadas com a qualidade do ar e que influenciam regulamentações de emissões veiculares. Órgãos governamentais em todo o mundo têm estipulado cronogramas com reduções de tiocompostos na gasolina e no diesel nas últimas décadas. Desta forma, este trabalho visa avaliar a aplicação do processo adsortivo na remoção de compostos sulfurados, utilizando adsorventes a base de polímeros naturais puros e dopados com metais Fe e Ni. Os adsorventes foram sintetizados e caracterizados por espectroscopia na região do infravermelho e taxa de intumescimento. Nos experimentos adsortivos, utilizando um shaker com rotação de 160 rpm, durante 480 min, foram avaliadas massas de adsorventes em concentrações distintas, a fim de encontrar melhores resultados. Para os testes cinéticos, utilizou-se a melhor massa e concentração obtidos no teste de dosagem, sendo a cinética feita em temperatura ambiente. As alíquotas retiradas nos processos adsortivos foram analisadas em um cromatógrafo líquido. A modelagem cinética dos dados obtidos foi realizada segundo Lagergren de pseudo primeira e pseudo segunda ordens. Os resultados obtidos mostraram que os adsorventes funcionalizados com diferentes metais, Ferro e Níquel apresentaram percentuais promissores de remoção (67,01% e 73,61%) quando comparados com as microesferas puras (27,01%). A dosagem de 4 g/L foi a que melhor se adequou ao estudo para todos os adsorventes e todas as concentrações do adsorbato. Nos estudos de cinética, pode-se considerar que as reações de adsorção seguem o modelo de Lagergren pseudo 2ª ordem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v12i1.1337