PANORAMA DAS GESTÕES AMERICANA E BRASILEIRA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: DESAFIOS E MÉRITOS ALCANÇADOS

Francisco Orlando Holanda Costa Filho, Déborah Pâmela Freire de Sousa, Francisco Humberto de Carvalho Junior

Resumo


Este artigo busca analisar o panorama brasileiro da gestão de resíduos sólidos e compará-lo com o panorama da gestão americana, objetivando salientar os desafios e os méritos alcançados de ambas as gestões. Dentro da temática de gestão de resíduos sólidos, delimitou-se o campo de estudo às gestões americana e brasileira para permitir a melhor elaboração da caracterização de ambos os panoramas e os desafios e méritos alcançados das duas gestões, caracterizando um estudo de caso. As informações, estatísticas e números utilizados no artigo foram obtidos de livros, artigos científicos, revistas especializadas e de instituições públicas ou privadas ligadas à gestão de resíduos sólidos nos respectivos países. Entre os desafios e méritos das gestões, estão envolvidos: quantidade de resíduos gerados, número de municípios com lixões ou aterros controlados, número de aterros sanitários com aproveitamento energético, percentual de reciclagem, compostagem, entre outros.
Palavras-chave: Gestão de Resíduos Sólidos. Panorama. Estados Unidos. Brasil. Estudo de Caso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v14i2.1324