Dinâmica dos Parques Urbanos de Fortaleza-CE: Considerações Sobre o Parque Rio Branco.

Anna Erika Ferreira Lima, Nayara Maria Moura Rocha

Resumo


Esta pesquisa analisa as funções e os usos de um dos parques urbanos da cidade de Fortaleza na tentativa de compreender e evidenciar as práticas, as ações e as transformações ocorridas no espaço público. O Parque Rio Branco, situado no bairro Joaquim Távora, foi construído, em 1992, e passou por modifiações, graças à ativa participação da comunidade. Nossa preocupação foi relacionar os aspectos teóricos aos empíricos a fim de revelar como a teoria se aproxima da realidade cotidiana. Para tanto, realizamos observações sistemáticas no parque, entrevistas e aplicação de questionários. A coleta de dados e o trabalho de campo foram realizados entre os meses de maio e dezembro de 2008. Na primeira seção deste artigo, apresentamos a situação dos parques urbanos de Fortaleza. Em seguida, evidenciamos o histórico da criação, o cotidiano, as atividades, a gestão e os conflitos que envolvem o Parque Rio Branco. Constatamos que na atualidade apesar da atenção que a atual gestão municipal vem dando ao parque, ainda persistem problemas e conflitos de usos em seu interior. Por isso, seus usuários reclamam por melhorias para que o parque possa atrair um número ainda maior de frequentadores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v3i1.128