A Conexão de Micro e Minigeração de Energia Solar Fotovoltaica Distribuída ao Sistema Elétrico da ENEL

Caio Geanderson Maciel Martins, Adriano Holanda Pereira

Resumo


O presente trabalho apresenta o processo de conexão de micro e minigeração distribuída ao sistema elétrico da ENEL de acordo com a resolução normativa n ◦482 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e a Norma técnica 10/2016 da Ampla/COELCE (atual ENEL-CE). São abordados os aspectos técnicos, operacionais e requisitos de projetos aplicáveis à conexão de micro e minigeração de energia distribuída. Além de mostrar as resoluções normativas, este trabalho descreve o contexto da geração distribuída no Brasil, algumas dificuldades e alguns condicionantes para a expansão da geração distribuída a partir da energia solar fotovoltaica.A norma técnica da ENEL é baseada em regulações da ANEEL e do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) que estão relacionados à instalação e conexão de sistemas fotovoltaicos ao sistema de distribuição elétrica convencional.Desde Abril de 2012, quando a ANEEL criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica (net metering), o consumidor brasileiro teve a possibilidade de gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis ou cogeração qualificada e, inclusive, fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade. Seguindo os critérios estabelecidos pela NT 10/2016, será apresentado um diagrama contendo as nove etapas do processo de conexão de micro e minigeração distribuída ao sistema elétrico e a descrição de cada uma destas etapas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v10i5.1183