Percepção da Poluição Sonora no Ambiente Escolar

Ana Ciléia Pinto Teixeira Henriques, Andréa Pereira Silveira

Resumo


A poluição sonora afeta hospitais, residências e escolas, causando danos na saúde física e mental dos envolvidos. Por isso, esta pesquisa teve como objetivo saber qual a percepção dos alunos e professores quanto à poluição sonora e seus efeitos no processo de ensino-aprendizagem. Foram utilizadas abordagens quantitativa e qualitativa pelo método de análise do conteúdo de Bardin, para avaliar os questionários aplicados a 11 professores e 148 alunos da escola Cenecista Pio XII, Itapipoca-Ceará. Professores e alunos percebem ruídos internos e externos e identificam suas causas - principalmente conversas paralelas e tráfego de veículos - de forma semelhante. No entanto, eles diferem em relação às fontes mais poluidoras; os professores se queixam do barulho interno, mas para os alunos este é consequência dos ruídos externos. Mudanças de atitude de alunos e professores, combinadas com um tratamento acústico interno e externo são essenciais para o bom desempenho dos processos cognitivos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v11i4.1030