Trilha das Funções Orgânicas: Um Jogo Didático para o Ensino de Química

Eciângela Ernesto Borges, Maria Mozarina Beserra Almeida, Isaías Batista de Lima, Paulo Henrique Machado de Sousa

Resumo


O Ensino de Química aplicado nas escolas é identificado como tradicional, abstrato e descontextualizado, desestimulando, assim, o interesse de muitos estudantes pela disciplina de Química. O presente trabalho teve como objetivo elaborar, aplicar e analisar a contribuição do jogo didático “Trilha das Funções Orgânicas” como uma ferramenta pedagógica para auxiliar no estudo das funções orgânicas de forma lúdica e interativa. Este trabalho foi realizado através de uma pesquisa de natureza descritiva, de cunho qualiquantitativo, de campo e desenvolvida com 21 alunos de uma turma de 3o ano do ensino médio na E.E.F.M. Professor Paulo Freire, localizada em Fortaleza-CE. Um dos instrumentos utilizados para avaliar o uso do jogo foi um questionário aplicado após a utilização desse jogo em sala de aula. Os resultados obtidos através das observações e do questionário aplicado indicaram que o jogo atuou como um instrumento facilitador e eficiente na compreensão do referido conteúdo. Constatou-se ainda que, o uso do jogo didático “Trilha das Funções Orgânicas” proporcionou a participação e a interação entre os alunos, podendo potencializar a promoção de uma aprendizagem prazerosa e eficaz. Entretanto, o educador deve ter a capacidade de conhecer e identificar as vantagens e desvantagens na proposta da aplicação de jogos na sua prática de ensino, adaptando-os aos conteúdos a serem abordados e à realidade da escola.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21439/conexoes.v10i4.1026